quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Balé!!

Amo essa bailarina cheia de charme.



quinta-feira, 16 de maio de 2013

7ª FEIRA DO LIVRO

                                                                                                                                                                                                       

                                                                                                                                                                                                     
A 7ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul aposta na diversidade e traz autores para todos os gostos e idades.


O lançamento oficial do evento ocorreu na manhã do dia 08 de maio corrente, e reuniu autoridades, imprensa, patrocinadores, apoiadores e escritores na Biblioteca Pública Municipal Rui Barbosa, no centro de Jaraguá do Sul. O coordenador geral do evento, o escritor Carlos Henrique Schroeder, divulgou as novidades, como as mostras - uma de cinema e duas literárias - os shows musicais, os espetáculos de teatro e as contações de histórias, mais três nomes de grandes escritores e a nova logomarca.


Conheça a programação:


Adriana Calcanhotto / Adriana Partimpim  
6 de junho, 19h, Grande teatro.

Conhecida por suas canções de sucesso que integraram diversas trilhas sonoras em telenovelas globais, Adriana Cancanhotto é uma multi-artista. São mais de uma de uma dezena de discos que encantam gerações distintas. Além de cantora e compositora, se aventura pela literatura e pela ilustração. Em 2004 lançou o álbum Adriana Partimpim, com uma seleção de canções para crianças. Por este magnífico trabalho recebeu vários prêmios, entre eles o Grammy latino de melhor álbum infantil. “Saga Lusa o relato de uma viagem” é o seu livro de estreia e conta a viagem a Portugal em sua turnê do disco Maré. O relato mostra como foram as 120 horas sem dormir e delirando aos efeitos causados por uma mistura de remdios para curar uma forte gripe. Tudo isso com muito bom humor. “Melchior o mais melhor”, livro escrito por Vick Muniz e ilustrado por Adriana Calcanhotto é o seu último trabalho na literatura. 


Fábio Yabu/Abu Fobiya7 de junho, 14h30min, Pequeno teatro.

Fábio Yabu é escritor, ilustrador e roteirista. Seus desenhos animados são exibidos nas TVs de mais de 50 países, e seus livros publicados no Brasil e em Portugal. Em 1998, criou uma das primeiras histórias em quadrinhos para Internet do mundo, “Combo Rangers”. Os personagens viraram revistas em quadrinhos e produtos licenciados, conquistando milhares de fãs por todo o Brasil. Sua criação seguinte foi a série de livros e desenhos animados “Princesas do Mar”, em 2004. Hoje, as personagens estão diariamente nas TVs de mais de 50 países, incluindo a TV Cultura e Discovery Kids no Brasil, e contam com mais de 100 produtos licenciados. Na literatura infantil, lançou ainda os livros “Raimundo, Cidadão do Mundo”, adotado pelo Ministério da Educação para escolas públicas de todo o Brasil, e “Apolinário, o Homem- Dicionário”, em parceria com o vencedor do prêmio Jabuti, Daniel Bueno. Abu Fobiya é um heterônimo de Fábio Yabu, seu lado sombrio, e escreve livros de terror, como Branca de morte e os setes zumbis, Independência ou mortos e Protocolo Bluehand.



Badi Assad- (Rede Sesc de Teatros). 
8 de junho, 19h, Grande teatro.

Badi Assad é uma das mais inovadoras e singulares artistas de sua geração. Transcendendo suas raízes Brasileiras, ela faz uma mistura que vai desde a mpb, pop e world até o jazz e sons étnicos de todo o mundo. Como resultado, a cantora, violonista e compositora desenvolveu um gênero de música próprio que, literalmente, desafia qualquer categorização. Badi nasceu em em SP e foi criada no Rio de Janeiro. Irmã dos violonistas do Duo Assad (reconhecidos mundialmente), começou a tocar violão aos 14 anos. Um ano depois, já dominava o instrumento e subia aos palcos participando e ganhando concursos nacionais e internacionais. Badi se consolidou pelo seu talento e conquistou o cenário internacional com sua reconhecida técnica (violão e voz), suas experimentações vocais e insaciável sede de inovar. 






Daniel Munduruku
10 de junho, 9h, Grande Teatro.

Escritor indígena com 43 livros publicados, graduado em Filosofia, tem licenciatura em História e Psicologia. Doutor em Educação pela USP e Diretor presidente do Instituto UKA - Casa dos Saberes Ancestrais e Diretor do Instituto Indígena Brasileiro para a Propriedade Intelectual – INBRAPI. Recebeu diversos prêmios no Brasil e Exterior, entre eles o Prêmio Jabuti, Prêmio da Academia Brasileira de Letras, o Prêmio Érico Vanucci Mendes (outorgado pelo CNPq); Prêmio Tolerância (outorgado pela UNESCO). Muitos de seus livros receberam o selo Altamente Recomendável outorgado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Destaque para seus livros “Histórias de índio”, “A onça e o fogo”, Você lembra, pai?, “Sabedoria das águas”, “A Primeira Estrela que vejo é a Estrela do meu Desejo e Outras Histórias Indígenas de Amor”.



César Obeid 
10 de junho, 14h, Pequeno teatro.

Escritor, educador e contador de histórias. É autor de diversos livros para o público infantojuvenil, alguns deles foram premiados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ. Frequentemente escreve matérias e artigos para jornais e revistas de educação, como também participa de gravações de programas de televisão e rádio para falar sobre leitura, literatura, poesia e cultura popular. Dentre suas mais de vinte obras, destaque para “ Minhas Rimas de Cordel”, “O Cachorro do Menino”, “Rimas Saborosas” e “Rimas Animais”.







Rubens Figueiredo
11 de junho, 19h, Pequeno teatro.

Vencedor do Prêmio Portugal Telecom de Literatura 2011, do Prêmio São Paulo de Literatura 2011 e duas vezes ganhador do Prêmio Jabuti, Figueiredo é um dos mais respeitados escritores brasileiros vivos. É autor dos livros “Passageiro do fim do dia”, “Barco a seco” e “Contos de Pedro”. Figueiredo é também tradutor do russo, e traduziu as últimas versões dos clássicos de Tolstói para o português.






Zeca Baleiro 
12 de junho, 19h, Grande teatro.

Zeca Baleiro é cantor, compositor, cronista e músico brasileiro. Com mais de dez discos, Zeca é um mestre da composição: suas composições já foram interpretadas por Simone, Gal Costa, Elba Ramalho, Vange Milliet, Adriana Maciel, Luíza Possi, Rita Ribeiro, Renato Braz e Claudia Leitte. É autor dos livros: “Bala na Agulha: Reflexões de boteco, pastéis de memória e outras Frituras” e a “Vida é um souvenir made in Hong Kong”.

A programação completa da 7ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul está disponível no portal http://www.feiradolivro.orgCom nova logomarca e a proposta de dialogar com a música, o evento, que acontece de 6 a 16 de junho, no Centro Cultural de Jaraguá do Sul - SCAR, conta com uma das melhores estruturas do país: um auditório confortável climatizado com capacidade para mil lugares, salas de exposições, e amplo estacionamento gratuito. A programação prevê 11 dias dedicados à leitura com palestras, debates, oficinas, contação de histórias e venda de livros a partir de R$ 1,00.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Uma distopia maravilhosa

Grata surpresa

A obra veio junto com outras 10 emprestadas por minha querida amiga Carolina Vargas e comecei a ler, certa que não faria meu gosto.
Quanta surpresa!
Devorei em menos de 24 horas!!!
A histórias é extremamente envolvente e nos deixa em estado de alerta, como se fizéssemos parte da plateia de Panem.

Katniss Everdeen eh um daqueles personagens que nos deixam encantados e em eterna torcida pelo sucesso deles.
Vejo um pouco de Katniss em cada um que luta por aquilo que acredita e que defende os interesses da coletividade com retidao e justica.
Quem dera todos tivessemos tanta vontade e tao boas intencoes.
O mundo precisa de muitas Katniss e muitos Peeta.
O filme foi igualmente interessante e aguardo o lancamento de "Em chamas", continuacao da saga e segundo livro da trilogia.
Recomendo muito.

terça-feira, 9 de abril de 2013

domingo, 8 de janeiro de 2012

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011


Feliz Natal, amigos!

sábado, 12 de novembro de 2011

Eu queria ser Peter Pan


Estou cansada de ser "gente grande".

Queria poder voltar a ser criança.
Queria poder ter alguém que cuidasse de mim.

Estou em busca da Terra do Nunca.
Alguém me mostra onde fica?






domingo, 25 de setembro de 2011

Adoro este vídeo de Isadora tentando brincar com um sapo aqui em casa.
Compartilho com vocês!



quinta-feira, 16 de junho de 2011

Quem lembra?


No ano passado postei aqui uma foto do primeiro brotinho de mandioca que estava nascendo na minha horta.
Bem, agora apresento com prazer o resultado da primeira colheita.


domingo, 5 de junho de 2011

Pao e poesia

Isadora em sua estreia em aparicoes publicas.




video